NOVOS PERCURSOS DA INDÚSTRIA FONOGRÁFICA: uma análise da carreira da cantora Mariah Carey por meio das plataformas de divulgação de música

A indústria fonográfica é um mercado amplo, pautado de mudanças, novas formas de consumo e processos flutuantes de fruição. A partir dela percebe-se ao longo da história transformações nas formas de ouvir música e também como a mesma agencia e é agenciada pelo mercado. Do vinil ao CD, do Napster ao Spotify, esta pesquisa pretende observar algumas etapas dessas mudanças de divulgação e consumo no mercado fonográfico em um momento no qual fitas k7 voltam a ser produzidas no país ao passo que serviços de streaming cresce e como o conceito do Star System se reconfigurou diante dos novos moldes da indústria do entretenimento. Para tanto, a cantora Mariah Carey desponta como objeto tendo em vista seu surgimento na década de 1980, um período anterior à massificação da internet, e ao permanecer nas paradas ainda hoje, transitando do K7 ao streaming. A apresentação visa refletir como se deu a reconfiguração dos itinerários de produção da música pop diante das mudanças dos meios de divulgação da indústria fonográfica.