Projeto REANIME: o desenvolvimento de uma ferramenta de mineração de dados para avaliação de treinamento de profissionais de saúde em reanimação neonatal.

A mortalidade infantil é um grande problema de saúde pública mundial. Por essa razão, o Brasil buscou reduzir esse impasse nas últimas décadas através de investimentos na saúde, o que gerou um impacto positivo com a queda do nº de mortes na infância e a melhoria na qualidade de vida. Entretanto, a falta de capacitação dos profissionais da saúde (PSs) em reanimação neonatal ainda é um obstáculo para a saúde pública brasileira, principalmente nas regiões no qual a educação não recebe a devida atenção. Tendo em vista que, esses PSs moram em áreas longínquas, sem disponibilidade de horários pelo acúmulo de diversas jornadas de trabalho. Diante disto, uma alternativa para esse problema é a realização do treinamento por meio de ambientes de realidade virtual (RV), no qual tem pouco valor, quando não são capazes de gerar feedback dos procedimentos realizados individualmente ou coletivamente em relação ao desempenho dos usuários. Alguns estudos vêm sendo desenvolvidos sobre a utilização dos da RV para treinamento em reanimação neonatal, à exemplo do RETAIN, e-HBB e o REANIME. O REANIME, tecnologia paraibana, é um simulador que possibilita o treino das habilidades clínicas envolvidas na aprendizagem da reanimação neonatal permite avaliar o desempenho dos usuários por possuir um modelo de tomada de decisão integrado ao seu sistema. Assim, esse projeto tem o objetivo de desenvolver uma ferramenta de mineração de dados integrada ao simulador de realidade virtual REANIME, com o intuito de gerar dados do processo de treinamento dos PSs e facilitar a tomada de decisões do aprendizado.

Coautores

Yonara de Brito Pereira, Jose rodrigo dos santos evangelista, Lucas alves de lima costa, Cecília Dornelas De Oliveira, Vinicius Wesley Soares Garcia, Altair Ferreira Brasileiro Junior, Ramon da Silva Ferreira, JOAO BATISTA DA SILVA