Inclusão: Uso da robótica e programação em escolas públicas

Levar para seus ouvintes a visão e a experiência de uma professora de ensino público sobre a inserção de fundamentos, prática da robótica e programação como fator impulsionador do interesse, motivação e autoestima dos alunos. Ressaltar a importância de se debater a inclusão dessas áreas do conhecimento para os alunos de escolas públicas, como modo de alcançar o objetivo estabelecido pela 5ª competência da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que estabelece que os alunos devem aprender a “comunicar-se, acessar e produzir informações e conhecimento, resolver problemas e exercer protagonismo de autoria”. Sou Inspirada pelas falas e feitos de Garofalo, a palestrante acredita que a desmotivação e falta de perspectiva dos alunos possa ser vencida dando-se voz e engajamento a essas crianças e adolescentes, para que sintam que estão alterando, influenciando ou melhorando o ambiente em que vivem. Assim, a tecnologia deixa de ser o ator principal e torna-se uma ferramenta auxiliar para o aluno na consolidação e desenvolvimento de seu conhecimento e pensamento científico. Mesmo com a perda de investimentos na educação e com a marginalização das escolas das comunidades, é possível investir em tecnologias e fee ferramentas baratas que possibilitam a criação de grandes invenções. Mas para isso, é necessário que o professor esteja empenhado e capacitado para ser mediador para seus alunos nessa aventura pelo mundo da tecnologia.