As competências do futuro no contexto de Indústria 4.0

A quarta revolução industrial é mais profunda que as anteriores, pois impactará em todos os campos da vida, desde o sequenciamento genético até a nanotecnologia, das energias renováveis até a computação quântica, sendo reconhecida como Indústria 4.0. Ela é caracterizada pela inteligência artificial, robótica, internet das coisas, impressora 3D entre outras. Essas tecnologias da informação e comunicação permitem que se viva hoje em um mundo digital interconectado caracterizado por maior mobilidade e tempo de acesso à informação. Até 2020 haverá mais de 26 bilhões de dispositivos conectados à Internet e mais de 4 bilhões de usuários de Internet. Por essa razão, a era da inovação é agora e deve começar focando nas pessoas. A indústria 4.0 pode ser considerada como parte da economia digital e considera as habilidades digitais do século 21 como impulsionadores da capacidade de inovação e competitividade nas organizações. Pesquisas vem sendo realizadas para descobrir quais competências são necessárias para atuação em fábricas inteligentes, que fazem parte do contexto da indústria 4.0. Além disso, estudos vem sendo realizados sobre os prováveis impactos na educação, além de identificar aprimoramentos de conteúdo curricular necessários para acomodar as preocupações dessa nova realidade. Algumas pesquisas relatam a necessidade do preenchimento de uma lacuna no que se refere à mensuração e desenvolvimento das competências chave dos trabalhadores para atuar na realidade da indústria 4.0. Por essa razão, é de suma importância debater as competências do futuro.